jusbrasil.com.br
5 de Dezembro de 2016
    Adicione tópicos

    TJ-DF - DVJ : 0 DF

    Processo
    0 DF
    Orgão Julgador
    Segunda Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais do DF
    Publicação
    12/07/2010, DJ-e Pág. 267
    Julgamento
    22 de Junho de 2010
    Relator
    ORIANA PISKE
    Andamento do Processo

    Ementa

    JUIZADO ESPECIAL CÍVEL. EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL. APLICAÇÃO DO ART. 53, § 1º DA LEI N. 9.099/95. PRINCÍPIO DA ESPECIALIDADE. A LEI N. 9.099/95 ESTABELECEU PROCEDIMENTO PRÓPRIO PARA EXECUÇÃO DOS TÍTULOS EXECUTIVOS EXTRAJUDICIAIS, SENDO NORMA ESPECIAL APLICÁVEL. A LEI N. 11.382/2006 NÃO DERROGOU O ART. 53, § 1º DA LEI N. 9.099/95, O QUAL DETERMINA EXPRESSAMENTE QUE: "EFETUADA A PENHORA, O DEVEDOR SERÁ INTIMADO A COMPARECER À AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO, QUANDO PODERÁ OFERECER EMBARGOS (ART. 52, IX), POR ESCRITO OU VERBALMENTE." NO CASO EM ANÁLISE VERIFICA-SE QUE O JUÍZO A QUO NÃO OBEDECEU AO PROCEDIMENTO DA SEÇÃO XV - DA EXECUÇÃO, ART. 53, § 1º DA LEI N. 9.099/95, SUMPRIMINDO, DO EXECUTADO, A OPORTUNIDADE DE OPOR SEUS EMBARGOS NA FORMA DA LEI DOS JUIZADOS ESPECIAIS. EM HOMENAGEM AOS PRINCÍPIOS DA CELERIDADE E ECONOMIA PROCESSUAL (ART. DA LEI N. 9.099/95) SÃO NULOS TODOS OS ATOS DECISÓRIOS POSTERIORES À EFETIVAÇÃO DA PENHORA ON LINE, INCLUSIVE AQUELE QUE DETERMINOU A EXPEDIÇÃO DO ALVARÁ DE LEVANTAMENTO DE QUANTIA, DEVENDO SER APLICADO O PROCEDIMENTO DO ART. 53, § 1º DA LEI N. 9.099/95, DESIGNANDO-SE AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO, QUANDO O DEVEDOR PODERÁ OFERECER EMBARGOS. RECLAMAÇÃO CONHECIDA E PARCIALMENTE PROVIDA.

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.
    Disponível em: http://tj-df.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/14733508/dvj-df

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)