jusbrasil.com.br
28 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF: 0703797-31.2020.8.07.0014 DF 0703797-31.2020.8.07.0014

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
1ª Turma Cível
Publicação
Publicado no DJE : 10/11/2021 . Pág.: Sem Página Cadastrada.
Julgamento
27 de Outubro de 2021
Relator
SIMONE LUCINDO
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-DF__07037973120208070014_75eb4.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÃO CÍVEL. RECURSO ADESIVO. DIREITO DO CONSUMIDOR. AÇÃO DE RESCISÃO CONTRATUAL. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS. BERÇÁRIO. PANDEMIA. COVID-19. SUSPENSÃO DAS AULAS PRESENCIAIS. REALIZAÇÃO DE AULAS ON-LINE. TEORIA DO ROMPIMENTO DA BASE OBJETIVA DO NEGÓCIO JURÍDICO. CIRCUNSTÂNCIA INTRÍNSECA MODIFICADA. AFASTAMENTO DA MULTA RESCISÓRIA. POSSIBILIDADE. AVISO PRÉVIO DA DESISTÊNCIA. MANUTENÇÃO. RECONVENÇÃO. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. CABIMENTO. SENTENÇA PARCIALMENTE REFORMADA.

1. É consabido que o estado de calamidade pública legitima a adoção de medidas urgentes e provisórias, com a finalidade de conter os impactos da situação calamitosa. Dessa forma, diante do reconhecimento oficial de calamidade pública em decorrência da pandemia do coronavírus (Covid-19), o Distrito Federal editou, primeiramente, o Decreto n. 40.539, de 19 de março de 2020, determinando, dentre outras medidas, a suspensão de atividades educacionais, de forma presencial, em todas as escolas, universidades e faculdades, das redes de ensino pública e privada.
2. A revisão contratual tratada pela legislação consumerista, diferentemente da teoria civilista da imprevisão ( Código Civil, art. 478), não exige o fator imprevisibilidade, bastando que o desequilíbrio negocial ou a onerosidade excessiva decorra de um fato superveniente, ou seja, um fato novo não existente quando da contratação original. Além disso, segundo a teoria do rompimento da base objetiva do negócio jurídico ( Código de Defesa do Consumidor, art. , V), analisa-se não apenas a existência de uma extrema vantagem para o credor, mas também se o fato superveniente alterou de maneira objetiva as bases nas quais as partes contrataram.
3. Constatado no caso concreto que, após fato superveniente, houve a alteração da base objetiva do negócio jurídico firmado, especialmente em razão da impossibilidade de prestação dos serviços educacionais (berçário) de forma presencial, cabível a rescisão do contrato sem imposição de multa, mantida, no entanto, a cláusula que impõe o aviso prévio da desistência da consumidora.
4. Nos termos do art. 85, § 1º, do Código de Processo Civil, são devidos honorários advocatícios na reconvenção.
5. Apelação cível conhecida e não provida. Recurso adesivo conhecido e provido.

Acórdão

CONHECER DA APELAÇÃO CÍVEL INTERPOSTA PELA PARTE RÉ E NEGAR-LHE PROVIMENTO. CONHECER DO RECURSO ADESIVO INTERPOSTO PELA PARTE AUTORA E DAR-LHE PROVIMENTO. DECISÃO UNÂNIME
Disponível em: https://tj-df.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1315152699/7037973120208070014-df-0703797-3120208070014

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
Jurisprudênciahá 11 meses

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Recurso Cível: 0018533-79.2021.8.21.9000 RS

Tribunal de Justiça de São Paulo
Jurisprudênciahá 2 anos

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível: AC 1007775-16.2018.8.26.0100 SP 1007775-16.2018.8.26.0100

Tribunal de Justiça de São Paulo
Jurisprudênciahá 9 meses

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Recurso Inominado Cível: RI 1019774-95.2020.8.26.0196 SP 1019774-95.2020.8.26.0196

Tribunal de Justiça de São Paulo
Jurisprudênciahá 4 anos

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível: AC 1055021-69.2017.8.26.0576 SP 1055021-69.2017.8.26.0576

Tribunal de Justiça de Goiás
Jurisprudênciahá 9 anos

Tribunal de Justiça de Goiás TJ-GO - APELACAO CIVEL: AC 0234456-07.2004.8.09.0137 RIO VERDE