jusbrasil.com.br
23 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF: 0706986-29.2020.8.07.0010 DF 0706986-29.2020.8.07.0010

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
1ª Turma Criminal
Publicação
Publicado no DJE : 30/11/2021 . Pág.: Sem Página Cadastrada.
Julgamento
18 de Novembro de 2021
Relator
CESAR LOYOLA
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-DF__07069862920208070010_4e16b.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

PENAL E PROCESSO PENAL. RECURSOS EM SENTIDO ESTRITO. TRIBUNAL DO JÚRI. SENTENÇA DE PRONÚNCIA. TENTATIVA DE FEMINICÍDIO QUALIFICADO POR MOTIVO TORPE. MATERIALIDADE E INDÍCIOS DE AUTORIA PRESENTES. DESCLASSIFICAÇÃO PARA DELITO DE COMPENTÊNCIA DO JUIZ SINGULAR. INVIABILIDADE. NÃO COMPROVAÇÃO DE PLANO DA DESISTÊNCIA VOLUNTÁRIA. SUBMISSÃO AO CONSELHO DE SENTENÇA. PRINCÍPIO ?IN DUBIO PRO SOCIETATE?. PRONÚNCIA MANTIDA. FEMINICÍDIO E MOTIVO TORPE. BIS IN IDEM NÃO CARACTERIZADO.

1. Conforme dispõe o art. 413, § 1º, do CPP, a decisão de pronúncia encerra mero juízo de admissibilidade da acusação, prevalecendo nessa fase o princípio ?in dúbio pro societate?. Dessa forma, a partir de um conjunto probatório elementar indicando materialidade do delito e indícios suficientes de autoria, correta a decisão que pronuncia o acusado.
2. Não sendo possível vislumbrar com a certeza necessária a alegada desistência voluntária e o arrependimento eficaz, não há como acolher a tese de desclassificação do crime nesta fase processual, devendo o feito ser submetido à apreciação pelo Conselho de Sentença.
3. Conforme entendimento desta Corte de Justiça e do Superior Tribunal de Justiça, não há incompatibilidade por bis in idem entre o motivo torpe e o crime de feminicídio. O feminicídio posssui caráter objetivo, consistente na agressão pela condição do sexo feminino e o motivo torpe, revela aspecto subjetivo, diz respeito às razões do agente.
4. Recurso em sentido estrito da Defesa conhecido e desprovido. Recurso do Ministério Público provido.

Acórdão

NEGAR PROVIMENTO AO RECURSO DE A.L.B. e DAR PROVIMENTO AO RECURSO DO MINISTÉRIO PÚBLICO.
Disponível em: https://tj-df.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1331373677/7069862920208070010-df-0706986-2920208070010

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça do Paraná
Jurisprudênciahá 2 anos

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - PROCESSO CRIMINAL - Medidas Garantidoras - Habeas Corpus: HC 0007451-60.2020.8.16.0000 PR 0007451-60.2020.8.16.0000 (Acórdão)

Danilo Popazoglo, Advogado
Artigoshá 4 anos

Feminicídio - Qualificadora objetiva ou subjetiva?

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF: 0706986-29.2020.8.07.0010 DF 0706986-29.2020.8.07.0010