jusbrasil.com.br
17 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF: XXXXX-44.2021.8.07.0020 DF XXXXX-44.2021.8.07.0020

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

Terceira Turma Recursal

Publicação

Julgamento

Relator

FERNANDO ANTONIO TAVERNARD LIMA

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-DF__07105184420218070020_bd4da.pdf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

EMBARGOS DECLARATÓRIOS. VÍCIOS INTRÍNSECOS INEXISTENTES NA DECISÃO ORA REVISTA. HONORARIOS DE ADVOGADO. AÇÕES AUTÔNOMAS REUNIDAS PARA JULGAMENTO SIMULTÂNEO. UNICIDADE RECURSAL. CONTRARRAZÕES OFERTADAS EM NOME DAS QUATRO PARTES RECORRIDAS E PROTOCOLIZADAS SOMENTE EM UM DOS PROCESSOS. DEVIDO O PAGAMENTO DA VERBA SUCUMBENCIAL CORRESPONDENTE A CADA UM DOS PROCESSOS. PRECEDENTES DO STJ. EMBARGOS REJEITADOS.

I. A parte embargante sustenta a existência de erro material no acórdão ora revisto, uma vez que teriam sido ofertadas contrarrazões somente na ação ajuizada por LEONARDO CHAMON, de sorte que os honorários de sucumbência seriam devidos somente em relação a essa demanda.
II. Não constatado o alegado vício na decisão colegiada revista. Com efeito, conforme destacado no item II da ementa originária, em observância ao princípio da unicidade recursal, na hipótese de julgamento simultâneo de ações (sentença única),como se verifica no presente caso, é admissível a interposição de apenas um recurso, cujas razões abarcam todas as matérias.
III. Nessa mesma linha de raciocínio, admissível a apresentação de contrarrazões em nome das três partes recorridas (expressamente consignadas no petitório), em um único processo, sendo que foi colacionada procuração para atuação do causídico em grau revisional por todas as partes (ID XXXXX). Honorários de sucumbência devidos em cada um dos processos.
IV. Nesse sentido, ?mutatis mutandis?, trago à baila excerto do recente julgado do Superior Tribunal de Justiça (3ª Turma, AgInt nos EDcl no REsp XXXXX/ SP, DJe 02.9.2021: [...] Em julgamento simultâneo de ações conexas, como na hipótese, impõe-se o conhecimento de apenas um dos recursos interpostos com fundamentações idênticas tendo em vista que, no sistema processual vigente, prestigia-se o princípio da singularidade do recurso que estabelece a premissa que é admitido apenas a interposição de um único recurso em face da mesma decisão impugnada. Assim, embora os feitos tenham sido decididos por sentença única, inegável que os encargos de sucumbência respectivos devem ser arbitrados ao vencido por força do que dispõe o artigo 20, do CPC/73. Não se justifica a imposição de uma verba honorária para as quatro lides em questão, até porque autônomas umas das outras, ligadas apenas pela conexão. As ações não se confundem, sendo processos distintos, na medida em que contém todos os elementos de uma ação (partes; objeto; causa de pedir). Consequentemente, os honorários advocatícios devem ser estipulados de forma autônoma [...].
V. A ?ratio essendi? dos embargos declaratórios é simplesmente corrigir o defeito intrínseco da decisão, e não podem ser utilizados para refutar argumento jurídico que não satisfaz a pretensão do recorrente, cujo inconformismo revela interesse em rediscutir os critérios à fixação dos honorários de sucumbência e modificar o entendimento do colegiado.
VI. Ausente demonstração de qualquer defeito intrínseco ao acórdão ora revisto, devida e suficientemente fundamentado (art. 48 da Lei 9.099/95 c/c CPC, art. 1.022, I e II).
VII. Improvidos os embargos declaratórios.

Acórdão

EMBARGOS CONHECIDOS. REJEITADOS. UNANIME.
Disponível em: https://tj-df.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1407385864/7105184420218070020-df-0710518-4420218070020

Informações relacionadas

Jurisprudênciahá 6 anos

Tribunal de Justiça do Tocantins TJ-TO - Apelação: APL XXXXX-32.2016.8.27.0000

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 3 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO REGIMENTAL NOS EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NO RECURSO ESPECIAL: AgRg nos EDcl no REsp XXXXX PR 2019/XXXXX-8

Tribunal de Justiça de Minas Gerais
Jurisprudênciahá 7 anos

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo de Instrumento-Cv: AI XXXXX40107148001 MG

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp XXXXX DF 2021/XXXXX-2

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AREsp XXXXX PR 2021/XXXXX-5