jusbrasil.com.br
24 de Outubro de 2017
    Adicione tópicos

    Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF - APELAÇÃO CÍVEL : AC 19990710092753 DF

    SEGURO DE VIDA. BENEFICIÁRIO. PRESCRIÇÃO. PRAZO. MORTE DO SEGURADO. COBERTURA. LITIGÂNCIA DE MÁ-FÉ. JUROS DE MORA.

    Processo
    AC 19990710092753 DF
    Orgão Julgador
    1ª Turma Cível
    Publicação
    DJU 13/06/2001 Pág. : 25
    Julgamento
    19 de Março de 2001
    Relator
    JAIR SOARES

    Ementa

    SEGURO DE VIDA. BENEFICIÁRIO. PRESCRIÇÃO. PRAZO. MORTE DO SEGURADO. COBERTURA. LITIGÂNCIA DE MÁ-FÉ. JUROS DE MORA.

    1 - O PRAZO DE UM ANO, ESTIPULADO NO ART. 178, § 6º, II, DO C. CIVIL, É DA AÇÃO DO SEGURADO CONTRA O SEGURADOR E VICE-VERSA. NÃO ALCANÇA O BENEFICIÁRIO DO SEGURO, CUJA PRESCRIÇÃO É VINTENÁRIA.

    2 - TRATANDO-SE DE SEGURO DE VIDA, OCORRIDA A MORTE DA SEGURADA, SURGE A OBRIGAÇÃO DE PAGAR A INDENIZAÇÃO AOS BENEFICIÁRIOS APONTADOS (CC, ART. 1471), SENDO IRRELEVANTE DISCUSSÃO A RESPEITO DA EXISTÊNCIA OU NÃO DE ACIDENTE PESSOAL.

    3 - INEXISTE LITIGÂNCIA DE MÁ-FÉ SE O PROCEDIMENTO DA PARTE ESCUDA-SE EM NORMAS CUJA INTERPRETAÇÃO OFERECE DIVERGÊNCIAS.

    4 - NO ILÍCITO CONTRATUAL OS JUROS DE MORA SÃO CONTADOS DA CITAÇÃO.

    5 - APELAÇÃO PROVIDA EM PARTE

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.