jusbrasil.com.br
24 de Outubro de 2017
    Adicione tópicos

    Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF - Agravo de Instrumento : AG 82264720088070000 DF 0008226-47.2008.807.0000

    Processo
    AG 82264720088070000 DF 0008226-47.2008.807.0000
    Orgão Julgador
    5ª Turma Cível
    Publicação
    08/09/2008, DJ-e Pág. 111
    Julgamento
    27 de Agosto de 2008
    Relator
    ROMEU GONZAGA NEIVA

    Ementa

    AGRAVO DE INSTRUMENTO - EXECUÇÃO DE SENTENÇA - ASSOCIAÇÃO CIVIL SEM FINS LUCRATIVOS - IGREJA - DECISÃO QUE ACOLHE PEDIDO DE DESCONSIDERAÇÃO DE PERSONALIDADE JURÍDICA - REQUISITOS NÃO COMPROVADOS - ACOLHIMENTO DA INSURGÊNCIA. 01."A DESCONSIDERAÇÃO DA PESSOA JURÍDICA NÃO PODE TER INCIDÊNCIA COM MERA DEMONSTRAÇÃO DE ESTAR A PESSOA JURÍDICA INSOLVENTE. NECESSÁRIA PROVA CONTUNDENTE DO DESVIO DE FINALIDADE OU A DEMONSTRAÇÃO DE CONFUSÃO PATRIMONIAL, AINDA MAIS SE TRATANDO DE PESSOA JURÍDICA SEM FINS LUCRATIVOS." 02.A DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA É MEDIDA EXTREMA E CABÍVEL TÃO-SOMENTE QUANDO COMPROVADO, DE MODO INEQUÍVOCO, "O ABUSO DA PERSONALIDADE JURÍDICA, CARACTERIZADO PELO DESVIO DE FINALIDADE, OU PELA CONFUSÃO PATRIMONIAL" (CC/50). 03.RECURSO PROVIDO. UNÂNIME.

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.